Mãe Especial

20/08/2018

Oie! Quero me apresentar a vocês!


Meu nome é Adriane Boueri, sou mãe da Alice que esse ano fez 6 anos e com 11 meses foi diagnosticada com paralisia cerebral. Passamos 95 dias na UTI depois do seu nascimento prematuro (ela nasceu de 28 semanas) e depois de um pouco mais de 4 meses em casa, com toda uma diferente realidade de um bebê recém-nascido, retornei ao trabalho.


Dias difíceis, sentimentos confusos... enfim, passei por alguns desafios como todas as mães, de bebês típicos ou atípicos, e ainda sem saber se continuava trabalhando ou não... decisões diárias que não imaginava ter que passar!


Estou muito feliz em poder compartilhar da minha história, depois do convite da Vivi para escrever para as lindas mamães da Mio Mundo (que é tudo né genteeee). Quero ajudar de alguma forma com um tema tão desafiador para nós, que vivemos pensando em deixar tudo, carreira, benefícios, para cuidar exclusivamente das nossas estrelas especiais, com outros projetos de vida.


Mas será que precisamos largar tudo e viver EXCLUSIVAMENTE para eles sem pensar mais na gente (nem pessoal nem profissionalmente)?

 

 


Para as mães de crianças com deficiência ainda ressalto que podem haver cuidados extremamente rigorosos e que só mãe faz, mas nem quero entrar nessa profundidade do tema..., quero gerar a reflexão para TODAS as mães: se cuidamos da vida deles, quem cuida da nossa?


Retornar à vida profissional foi um grande desafio para mim, mas bem motivador. Ali sabia que seria um momento meu, teria um tempo para ser produtiva e continuar vivendo o meu objetivo profissional. Não queria ser vítima das circunstâncias, nunca quis deixar de ser personagem da minha própria história!


Já pensei em desistir de trabalhar várias vezes... tem dias que são punks mesmo!!!!


Tem que levar nas terapias, lembrar que tem que marcar médico, dar almoço (nem sempre uma tarefa fácil), se preparar para uma reunião com um cliente novo (aí tem toda expectativa que dá nervoso) e ainda chegar em casa dar atenção ao marido e a filha, responder emails, estudar os processos e arrumar tudo para o dia seguinte recomeçar... ufa!


Mas quando penso que escolhi tudo isso para estar cada vez mais forte e feliz para Alice me dá coragem de enfrentar tudo de novo no dia seguinte.
Entender o porquê que escolheu a vida que leva e o trabalho que produz faz toda diferença na hora de acordar e agradecer tudo que tem!!!!


O que você tem feito para escrever o roteiro da SUA vida?

Curtir Facebook
Please reload

A maternidade muda a gente.

March 20, 2018

1/1
Please reload

Posts Recentes

20/08/2018

Please reload

Arquivo
Posts Em Destaque
Please reload

Procurar por tags